quinta-feira, 24 de julho de 2014

SINSERPSINO decide realizar ato público na próxima quinta-feira



O Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO), através da Assembléia Geral Extraordinária que contou com a assinatura de 116 sócios, decidiu por unanimidade realizar um ato público na próxima quinta-feira (31) de julho 2014.

De acordo com a decisão, os servidores farão uma caminhada nas principais ruas de Sítio Novo, levando cartazes e protestando contra o governo por não atender as reivindicação das categorias.

Até lá, os servidores irão mobilizar as categorias e pedir apoio a comunidade para aderir aos protestos.


Jovens e estudantes poderão participar, já que o movimento é em favor da valorização dos professores e dos servidores que prestam serviço a comunidade.

O Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, afirmou que encaminhará novamente outro ofício a administração, reafirmando a necessidade de diálogo para o fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2014.

Além disso, encaminhará ofício ao Ministério Público solicitando uma intermediação nas negociações.

quarta-feira, 23 de julho de 2014

IBOPE: Dilma mantém dianteira em 1º e 2º turnos

Pesquisa Ibope, divulgada nesta terça (22), apresenta cenário mais favorável à presidente Dilma Rousseff (PT) do que o último Datafolha; na disputa pelo segundo turno, Dilma vence nos dois cenários: ela soma 41% tanto quando enfrenta Aécio (que fica com 33%) quanto quando o adversário é Campos (que soma 29%); no entanto, avaliação do governo segue em baixa: apenas 31% avaliam como ótimo e bom; sobre a forma da presidente Dilma governar, aprovação é de 44%; confira todos os dados



247 - Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (22) pelo Jornal Nacional, da TV Globo, mostrou que a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição pelo PT, tem 38% dos votos. Em segundo lugar aparece o candidato do PSDB a presidente do país, senador Aécio Neves, com 22% das intenções de votos. O ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, candidato a Presidência pelo PSB, aparece com 8% dos votos. O Pastor Everaldo tem 3%.

No levantamento anterior realizado pelo instituto, em junho, Dilma aparecia com 39%, Aécio com 21% e Campos com 10%. O candidato do PSC, Pastor Everaldo, alcançou 3% das intenções de voto, mesmo percentual do levantamento anterior.

Confira abaixo os números do Ibope, segundo a pesquisa estimulada, em que os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor (os candidatos que aparecem com 0% são os que tiveram menos de 1% das menções cada um):

- Dilma Rousseff (PT): 38%
- Aécio Neves (PSDB): 22%
- Eduardo Campos (PSB): 8%
- Pastor Everaldo (PSC): 3%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Zé Maria (PSTU): 1%
- Eduardo Jorge (PV): 1%
- Eymael (PSDC): 0%
- Levy Fidelix (PRTB): 0%
- Mauro Iasi (PCB): 0%
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%
- Branco/nulo: 16%
- Não sabe/não respondeu: 9%

O Ibope fez a pesquisa entre as últimas sexta (18) e segunda (21). O instituto ouviu 2.002 eleitores em 143 municípios. A margem de erro é de dois pontos, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso quer dizer que o instituto tem 95% de certeza de que os resultados obtidos estão dentro da margem de erro. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00235/2014.

Pesquisa espontânea

Na parte da pesquisa em que os entrevistadores do Ibope simplesmente perguntaram ao eleitor em quem votará (sem apresentar a ele a relação dos candidatos), 26% mencionaram Dilma. Veja abaixo:

- Dilma Rousseff: 26%
- Aécio Neves: 12%
- Eduardo Campos: 4%
- Outros: 2%
- Brancos/nulos: 17%
- Não sabe/não respondeu: 39%

Segundo turno

O Ibope fez simulações de segundo turno entre Dilma e Aécio e entre Dilma e Campos. Os resultados são os seguintes:

- Dilma Rousseff: 41%
- Aécio Neves: 33%
- Branco/nulo: 18%
- Não sabe/não respondeu: 8%
- Dilma Rousseff: 41%
- Eduardo Campos: 29%
- Branco/nulo: 20%
- Não sabe/não respondeu: 10%

Rejeição

A pesquisa aferiu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum. Dilma tem a maior rejeição e Eduardo Jorge, a menor:

- Dilma Rousseff: 36%
- Aécio Neves: 16%
- Pastor Everaldo: 11%
- Zé Maria: 9%
- Eduardo Campos: 8%
- Eymael: 8%
- Levy Fidelix: 8%
- Luciana Genro: 6%
- Mauro Iasi: 6%
- Rui Costa Pimenta: 6%
- Eduardo Jorge: 5%
- Poderia votar em todos: 13%
- Não sabe/não respondeu: 17%

Expectativa de vitória

De acordo com o Ibope, 54% dos entrevistados (independentemente da intenção de voto) acham que o futuro presidente da República será Dilma Rousseff; 16% opinaram que será Aécio Neves; 5% acreditam que será Eduardo Campos.

Desejo de mudança

Aumentou do desejo de mudança do eleitorado em relação à pesquisa anterior. No levantamento anterior, de maio, 65% diziam que gostariam de mudar tudo ou quase tudo no governo. Agora, os mudancistas são 70%. Eles se dividem em dois grupos: 29% gostariam que o próximo presidente mudasse totalmente o governo do País (eram 30% em maio), e outros 41% querem que o próximo governante mantenha alguns programas mas mude muita coisa – ante 35% na pesquisa anterior.

Segundo 18% dos eleitores, o próximo presidente deveria fazer poucas mudanças e manter muitas coisas – ante 21%. Para 10%, a próxima gestão deveria dar total continuidade ao atual governo. Os que queriam total continuidade eram 9% em maio.

Situação econômica

A maior parte dos eleitores classifica a atual situação econômica do Brasil como regular. É a opinião de 48%, segundo o Ibope. Partes equivalentes avaliam que a economia está boa ou ótima (24%), ou julgam que, ao contrário, a situação econômica está ruim ou péssima (25%).

O Ibope também perguntou aos eleitores sobre suas expectativas para a economia do País em 2015. A maior parte (41%) acredita que a situação estará no próximo ano igual a como está hoje. Outros 34% acreditam que estará melhor, e 18%, que ficará pior do que em 2014.

Avaliação do governo Dilma:

Bom/Ótimo - 31%

Regular - 36%

Ruim/Péssimo - 33% 

Forma de governar de Dilma

Aprovam - 44%

Desaprovam - 50%

A sondagem foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

terça-feira, 22 de julho de 2014

Imagem do dia: Parcerias entre Prefeitura de Sítio Novo e Governo do Estado revitaliza ruas de Sítio Novo



Momentos em que os benefícios de infraestruturas chegam a população de Sítio Novo-MA, Parabéns!

SINSERPSINO tem página exclusiva no Facebook

O Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO), tem agora página exclusiva para divulgar suas ações.

Trata-se de uma página na maior rede social do mundo; o FACEBOOK. A criação da página era uma reivindicação dos servidores que pediam um local para realizar seus comentários, além é claro de divulgar as ações do sindicato.

O Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, disse que a página permitirá aos servidores acompanhar de perto o que o sindicato vem realizando e poder participar do debate para construir o maior órgão de defesa do servidor de Sítio Novo-MA. 

Para acessar a página, basta clicar aqui

A campanha inteligente e criativa de Fábio Gondim


Fábio Gondim: campanha vibrante, inteligente e propositiva.

Uma candidatura tem chamado a atenção dos eleitores neste início e campanha.

Trata-se do candidato a deputado federal Fábio Gondim (PT).

Ex-secretário de Planejamento e Fazenda, de Administração e Previdência do Estado do Maranhão, Gondim é funcionário de carreira do Senado Federal onde está licenciado do cargo de consultor de orçamento.



O candidato petista foi um dos primeiros a colocar o “bloco na rua” logo no primeiro domingo após a liberação para o início da propaganda pela legislação eleitoral. Surpreendeu pela qualidade do material publicitário e pelo conceito da campanha de uma forma geral .

Fábio Gondim tem levado uma mensagem leve, serena e de muita qualidade ao eleitorado, além de propostas com base no mote inteligente e pró-ativo “Querer”, “Saber”, “Fazer”.

Enfim, a campanha de Fábio Gondim tem sido marcada por muita criatividade, inovação, propostas e, principalmente, pelo fator surpresa, o que gera uma expectativa no povo sobre “qual será a próxima”.

Há quem aposte que a próxima surpresa será o jingle oficial da campanha deste jovem e competente candidato chamado Fábio Gondim – 1313, duas vezes PT.



segunda-feira, 21 de julho de 2014

SINSERPSINO enviará ofício a Prefeitura nesta segunda-feira dando prazo para fechamento do acordo coletivo de trabalho 2014


O Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO) protocolará nesta segunda-feira (21) ofício a Prefeitura de Sítio Novo dando prazo até quarta-feira (23) para que administração receba a Comissão de Negociação Salarial do Sindicato.

Passado este prazo, o sindicato irá reagir com manifestações nesta quinta-feira. Segundo o Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, a administração não tem demonstrado interesse de fechar acordo, já que o negociador da Prefeitura, Dr. Lula Almeida não atende os telefones e até o presente momento não recebeu qualquer resposta oficial. 

A ideia, segundo o Presidente e não deixar passar o mês de julho sem ajuste e ter que esperar o mês de setembro. 

"Da minha parte já fiz de tudo, já conversei com o Prefeito, com secretários, o Presidente da Câmara, encaminhei vários oficios, tivemos a paciência de marcar várias reuniões e muitas delas não acontecidas e não se chega a acordo, ficar só na enrolação não dá, é preciso reagirmos, não vamos ficar só aguardando a boa vontade da administração e esperar setembro ou até o final do ano para fechar acordo" afirmou o presidente.

FONTE: ASCOM/SINSERPSINO

Equipe do Fantástico é ameaçada e assaltada durante investigação

Eduardo Faustini e Luiz Cláudio Azevedo investigavam esquema de laranjas que movimenta R$ 30 milhões em Anapurus e Mata Roma, no Maranhão.




No início da tarde da quinta-feira (17), no interior do Maranhão, os repórteres Eduardo Faustini e Luiz Cláudio Azevedo investigavam denúncias de desvio de dinheiro público em duas cidades: Anapurus e Mata Roma, que ficam a cerca de três horas e meia de carro da capital, São Luís.

A equipe parou para almoçar em uma churrascaria, na estrada que liga os dois municípios. Depois do almoço, já no carro, os repórteres foram surpreendidos por um outro carro, que saiu da estrada e bloqueou a equipe. Três homens saltaram e apareceram mais quatro a pé.

O bando cercou os repórteres. Dois bandidos entraram no banco de trás. Os repórteres explicaram que são jornalistas da TV Globo e estavam trabalhando em uma reportagem para o Fantástico e saíram do carro, para evitar o que parecia um sequestro. Foi quando um dos homens tomou a câmera da equipe. Os ladrões fugiram em dois veículos, levando a câmera.

No início da noite, testemunhas já tinham identificado alguns dos envolvidos. “Eles são envolvidos com política. Trabalham na prefeitura. São lá de dentro”, afirmou uma delas.

Ainda na quinta-feira (18), a polícia identificou e prendeu o PM Raimundo Silva Monteles. Ele é sobrinho da prefeita de Anapurus, Tina Monteles.

“Ele confirmou que participou da ação. Diz que foi convidado para acompanhar dois ou três funcionários da prefeitura de Anapurus para se deslocar para determinado local”, afirma Zanoni Porto, comandante-geral da PM do Maranhão.

Durante todo o fim de semana, a polícia fez buscas nas cidades de Anapurus e Mata Roma, à procura dos suspeitos e do equipamento que foi roubado. As investigações continuam, e, pelas características do crime, a polícia acredita que não tenha sido somente um roubo, mas uma tentativa de interromper o trabalho dos jornalistas.

Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão se diz preocupada com ações criminosas que buscam impedir a livre atuação da imprensa na investigação de fatos de interesse público. A associação pede a apuração no caso e punição dos autores, para que a liberdade de imprensa e o acesso dos cidadãos à informação sejam assegurados.

Também em nota, a Abraji, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, afirma que identificar e punir todos os responsáveis é indispensável, para que a impunidade não estimule a repetição de casos semelhantes. E o Instituto Internacional de Segurança da Imprensa, sediado em Londres pede que os agressores dos jornalistas sejam levados à Justiça.

A polícia pediu a prisão de mais três pessoas: o secretário de Finanças de Arapurus, Jairo Lisboa de Sousa; o ex-candidato a vereador Manoel Francisco Monteles Neto; e Agnaldo Henrique Alves.

Em nota, a Prefeitura de Anapurus lamenta o ocorrido e pede às autoridades que esclareçam as circunstâncias do caso.

“Com relação aos parentes, a cidade de Anapurus, quase todo mundo é parente de todo mundo. Com relação a isso não tem nenhum problema. Com relação a servidores do município envolvidos, serão responsabilizados”, diz Márcio Wendles, advogado da prefeita de Anapurus-MA.

“Quando você atenta contra uma equipe de jornalistas, você tá atentando realmente à democracia e vamos ser duros”, destaca Marcos Afonso, secretário de Segurança do Maranhão.

A denúncia sobre um esquema de laranjas que movimenta R$ 30 milhões, dinheiro público, em cidades pobres do interior do Maranhão foi o que levou os jornalistas da TV Globo a serem ameaçados e assaltados. São contratos municipais nas mãos de empresas suspeitas, muitas delas não têm sede, e nem capacidade de prestar o serviço. Mais uma vez, quem paga a conta é o cidadão comum. E o sofrimento começa na mais básica das necessidades.

“Quando eu acordo de manhã, venho para essa ponta de mato aqui fazer necessidade, xixi. Tudo pra cá”, conta a lavradora Maria Santana.

A vizinha dela teve mais sorte, aparentemente. Dona Maria mostra o banheiro construído pela Prefeitura há menos de dois anos. A pia é de plástico. “Um parafuso aqui, outro aqui. Isso aqui, qualquer coisinha quebra tudo. Nada presta aqui”, ela diz.

Mata Roma e Anapurus são cidades pequenas, cada uma com pouco menos de 16 mil habitantes. Moradores da Zona Rural sofrem com a falta de saneamento básico.

A lavradora Cristiane Teixeira nunca usou um banheiro. “Tenho 21 anos, nasci aqui e nunca usei. Nunca tomei banho de banheiro”.

Dorival Mendes Nascimento, lavrador, mora há 40 anos na região e nunca teve água em um chuveiro: “Tem que tirar água do meu poço, e agora chegou esse poço”.

Mas, para os moradores, o poço ainda não chegou de vez. “Eles apareceram para fazer esse poço, final de maio, agora de 2014. Só fizeram furar”, diz Cristiane Teixeira dos Santos, lavradora.

Nos dois municípios, essas obras são feitas com dinheiro público. Empresas negociaram nas duas cidades contratos que, somados, chegam a R$ 30 milhões.

Em Mata Roma, a construtora Santa Margarida recebeu, só em 2012, mais de R$ 2,2 milhões para abastecimento e saneamento. A proprietária é Rejânia Maria Pinheiro dos Santos. Ela se recusou a falar com o Fantástico.

Em uma rede social, Rejânia aparece em uma foto abraçando José Ári, irmão de criação dela. No papel, José Ári é dono de outra construtora, a São Lourenço, que presta serviço ao mesmo município. Também no papel, a São Lourenço é capaz de fazer perfuração e construção de poços de água.

Mas veja o que José Ári responde quando o repórter Eduardo Faustini pergunta pela empresa.

José Ári: Que empresa?
Faustini: A sua empresa, que você presta serviço.
José: Eu?
Faustini: É.
José: Eu não. Não é eu, não.
Faustini: Você não tem empresa?
José: Não.

Em seguida, ele dá outra explicação: “Eu saí há uns três meses”.

Técnicos da Controladoria-Geral da União fiscalizaram as obras feitas com dinheiro público no município. Segundo o relatório da CGU, a construtora São Lourenço, de José Ári, não está apta a executar obras ou serviço de engenharia.

Outro esquema é no aluguel de veículos para a mesma prefeitura. Segundo a CGU, as locadoras Matarromense e Abiviagens receberam, em apenas um ano, R$ 537 mil pelo serviço de transporte escolar.

No papel, Valdecy Garreto Silva é o dono da Matarromense, uma das maiores locadoras da região. A empresa também tem contratos em Anapurus.

Faustini: O senhor é o único dono dessa empresa?
Valdecy: Não, é um irmão meu que... Eu tenho um irmão meu. É só no meu nome, ela, mas ele que resolve tudo aí.
Faustini: Quanto o senhor ganha nessa empresa?
Valdecy: Eu não sei nada.

Josivan, irmão de Valdecy, foi vereador em Mata Roma e tem mais empresas de locação de veículos. Na rua que consta como endereço no registro da Matarromense, não existe empresa nenhuma, e nem casa com a numeração fornecida à junta comercial. Josivan não foi encontrado pelo Fantástico.

A outra locadora que atende à Prefeitura de Mata Roma se chama Abiviagens. Segundo a CGU, os pagamentos à empresa, de R$ 537 mil, não poderiam ter sido feitos devido a várias irregularidades. Na sede da Abiviagens, encontramos Elânia Araújo de Almeida. Ela é funcionária da Prefeitura de Mata Roma desde 2006. Mesmo assim, foi sócia do marido, Abimael Reis, quando a Abiviagens já tinha conseguido o contrato municipal.

Faustini: Você é sócia da empresa.
Elânia: Não.
Faustini: No contrato, você não está?
Elânia: Não, eu saí.
Faustini: Você passou as suas cotas pra quem?
Elânia: Foi... É outra pessoa. Parece que a filha dele.

Procurado pelo Fantástico, Abimael Reis não quis falar.

São muitos os laranjas nessa história. Mas encontramos ainda mais irregularidades.

Em Anapurus, onde a população se queixa da falta de saneamento básico, o mestre de obras que fiscaliza a construção dos banheiros diz que recebe o salário em dinheiro vivo, diretamente das mãos do secretário de Infraestrutura, Júlio Neto. “Eu recebo pelo Júlio Neto. É dinheiro “em peça” mesmo. O patrão passa o dinheiro pra mim, pago meus trabalhadores. E é assim”, ele conta.

O secretário de Infraestrutura de Anaparus – MA, Júlio Neto, nega a irregularidade nos pagamentos: “Ele recebe da construtora, viu? Agora, eu vou fiscalizar. Eu tenho que fazer a minha parte como secretário”.

Ainda em Anapurus, a empresa Premier tem R$ 3 milhões em contratos para construção e manutenção de estradas e ruas. No papel, o dono é Javé Ferreira da Costa Lima. Só que ele é operário concursado da empresa de águas do estado.

Faustini: Só um minuto. Eu quero falar sobre a sua empresa. Por que você não pode falar?
Javé: Não quero falar.
Faustini: Só um instante.
Javé: Dá licença!
Faustini: eu preciso falar contigo
Javé: Não tenho nada para falar
Faustini: Eu quero falar sobre a sua empresa que presta serviço para a Prefeitura de Mata Roma.

Procurada pelo Fantástico, a prefeita de Mata Roma, Carmen Neto, não foi encontrada nem retornou recado que nossa equipe deixou na Câmara de Vereadores.

Já o advogado da prefeita Tina Monteles, de Anapurus, diz que ela não cometeu irregularidades: “Nós temos todos os processos licitatórios na maior transparência. Todas as obras estão lá”, afirma.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Levantamentos dos acordos coletivos de trabalho de 2010 a 2013 mostra poucas conquistas aos servidores de Sítio Novo


Desde que foi fundado o Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO), em 19 de julho de 2009, as conquistas dos servidores foram acontecendo, mas a uma velocidade a passo de tartaruga. 

VEJA AS CONQUISTA DE CADA ANO

 ANO 2010

Em 2010, quando ocorreu o primeiro Acordo Coletivo de Trabalho, a inflação acumulada do ano, pelo IPCA, era de 5,91%. 

Nesse período a Prefeitura de Sítio Novo, através de acordo com o Sindicato dos Servidores (SINSERPSINO) fechou um reajuste de 8% . A conquista neste caso foi de 2,09% acima do índice inflacionário. Além disso, foi celebrado o Adicional por Tempo de Serviço (quinquênio) de 5%. 

Outra conquista, foi a implantação do vale alimentação de R$ 41,00, porém, apenas aos servidores que ganhavam o salário mínimo. Também foi nesse ano que passou a existir a data-base para acordo coletivo de trabalho, sendo o primeiro de julho de cada ano.  

No acordo foi celebrado também a implantação da insalubridade, periculosidade e adicional noturno que até o presente momento não é cumprido na totalidade. Foi criado também, o salario base dos Auxiliares Administrativos que na época era de R$ 591,00 enquanto o salário mínimo era de R$ 465,00, uma diferença de 27,09% em relação ao mínimo. Foi fechado também a progressão dos auxiliares de enfermagem e a criação do salário base desta categoria, que ficou fechado em R$ 700,00.

ANO 2011

Em 2011, a inflação acumulada pelo IPC era de 6,50%. Nesse período um novo acordo com o sindicato (SINSERPSINO) e a Prefeitura de Sítio Novo foi realizado. O Vale Alimentação ficou fechado em R$ 50,00, ampliando também para os Auxiliares de Serviços Odontológicos.

Também foi nesta época que os Motorista que trabalhavam em ambulância tiveram o direito de receber o Vale Alimentação, no valor de R$ 100,00. A data-base foi antecipada para o 1º de junho. A licença Prêmio também ficou assegurada no acordo, porém, não foi atendida na totalidade. O Adicional Por Tempo de Serviço (quinquênio) foi estabelecido a obrigatoriedade do requerimento.

Já os reajustes de salários aos servidores, foram diferenciados. Advogados, Agrônomos, Auxiliar Administrativo, Auxiliar de Contabilidade, Auxiliar de Enfermagem, Biomédico, Cirurgião Dentista, Contador, Eletricista, Enfermeiro, Farmacêutico Bioquímico, Fiscal de Arrecadação de Tributos, Médicos, Operador de Máquinas Pesadas, Técnico Agrícola, Técnico em Contabilidade, Técnico em Enfermagem e Veterinário tiveram 8,01% de reajustes. O ganho em relação a inflação medida pelo IPCA foi 1,51%.

Para os Professores, Coordenadores Pedagógicos e Supervisor Escolares o reajuste foi de 10,03%. Nesse caso, o ganho real foi de 3,53% em relação ao IPCA. Os digitadores tiveram um reajuste de 29,99%. Um ganho de 23,49% em relação ao mesmo índice

Os Motorista tiveram seus salários ajustados em 23,46%. Nesse caso, o ganho em relação ao IPCA foi de 16,96%. 

Já o salário minimo nesse período era de R$ 545,00 que se comparando com o ano anterior (R$ 465,00) teve um reajuste de 17,20% em relação ao IPCA.

ANO 2012

Em 2012, apesar do Sindicato ter encaminhado a Proposta de Acordo Coletivo de Trabalho, a Prefeitura de Sítio Novo se recusou a atender as revindicações, alegando ter recebido fora do prazo e que os percentuais exigido pelo sindicato não poderia ser atendido em função da eleição.

Nesse período, a inflação medida pelo IPCA foi de 5,84%. O ajuste dado pela Prefeitura de Sítio Novo foi apenas de 5,10% a todos os servidores. O pior ganho da história, 0,74% em relação ao índice IPCA.

A única vantagem neste ano foram para os professores que receberam a Promoção (mudança de nível) elevando seus salários a mais de 40%. Foram mais de 110 professores beneficiados. 

Quanto aos servidores que recebem vale alimentação, não houve reajuste nesse período e muito menos ampliação.

Um fato curioso é que em 2012 foi um ano difícil em arrecadação, VEJA MATÉRIA AQUI, o que impossibilitaria maiores reajustes.

ANO 2013

Em 2013, havia uma grande expectativa de melhorias de salários dos servidores, tendo em vista as possibilidades de melhorias nas arrecadações e as grandes promessas da nova gestão. 

Neste ano, a inflação medida pelo IPCA foi de 5,91%. Um acordo dificultoso entre Prefeitura de Sítio Novo e Sindicato foi celebrado.  Os servidores tiveram um reajuste de 8%. Um ganho de 2,09% acima do índice inflacionário IPCA.

Quem obteve o melhor reajuste neste ano foi os Professores Mag 1 Classe I,II e II 20 horas (15,6%); Mag 1 Classe I, II e III 40 horas (65,2%). Estes professores estavam recebendo abaixo do Piso Nacional do Professor e tiveram que ser regularizados.

A maior conquista neste ano, foi o reajuste do Vale Alimentação, que atingiu 100% de aumento, elevando a R$ 100,00.

O ano de 2013 não foi muito bom para os servidores, muitos deles tiveram suas gratificações retiradas e suas cargas horárias de trabalho foram ampliadas, sem melhorias significativas de salários. 

Um dos exemplos que são observados, é que a maioria dos servidores da administração trabalhavam das 8:00h as 14:00h corridas na administração passada. 

Na atual administração, houve as mudanças. O servidor passou a trabalhar das 8:00 h as 12:00h e das 14:00 as 18:00 sem aumento de salário.

FONTE: ASCOM/SINSERPSINO

Com 36%, Dilma ainda vence no primeiro turno

Cenário pós-Copa do Mundo é de estabilização: números do Datafolha divulgados nesta quinta (17) mostram a presidente Dilma Rousseff (PT) com 36% dos votos (dois pontos a menos do que na pesquisa anterior); o tucano Aécio Neves tem 20% (mesmo índice de duas semanas atrás); Eduardo Campos (PSB) soma 8% (um ponto a mais); variações se deram dentro da margem de erro; avaliação positiva do governo é de 32%, três pontos a menos do que na sondagem anterior; pesquisa também trouxe uma boa notícia para o tucano Aécio Neves; num hipotético segundo turno, ele e Dilma estariam em situação de empate técnico, no limite da margem de erro; ela com 44% e ele com 40%


247 - Pesquisa Datafolha divulgada pela TV Globo, nesta quinta-feira (17), mostra que a disputa pela Presidência da República não apresentou grandes mudanças em relação aos últimos números apresentados pelos institutos de pesquisa. Esta é a primeira sondagem a ser realizada após o final da Copa do Mundo no país.

Veja os números:

Dilma Rousseff (PT) - 36%

Aécio Neves (PSDB) - 20%

Eduardo Campos (PSB) - 8%

Pastor Everaldo (PSC) - 3%

Brancos e nulos - 13%

Indecisos - 14%

Na disputa pelo segundo turno, o cenário apresenta os números abaixo:

Dilma 44% X 40% Aécio

Dilma 45% X 38% Campos

Quanto à avaliação do governo, os números foram os seguintes:

Bom/Ótimo - 32% (queda de 3 pontos)

Regular - 32% (queda de 3 pontos

Ruim/Péssimo - 29% (subida de 3 pontos)

Em relação à pesquisa anterior, a taxa de rejeição a Dilma subiu de 32% para 35%. O segundo mais rejeitado é o candidato Pastor Everaldo (PSC), que tem 3% das intenções de voto, mas 18% de rejeição. Os que rejeitam Aécio oscilaram de 16% para 17%. Campos mantém os 12% da pesquisa anterior.

O Datafolha ouviu 5.377 eleitores em 223 municípios na terça (15) e nesta quarta-feira (16). O levantamento foi encomendado pela Folha em parceria com a TV Globo.

A última pesquisa Datafolha foi divulgada em 2 de julho. Nela, a presidente Dilma Rousseff (PT) cresceu de 34% para 38% em um mês. No mesmo intervalo, o candidato do PSDB, Aécio Neves, oscilou de 19% para 20%. Já o candidato do PSB, Eduardo Campos variou de 7% para 9%, deixando assim a posição de empate técnico com o candidato Pastor Everaldo Pereira (PSC), estacionado em 4%.

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Reunião do SINSERPSINO com equipe do governo não aconteceu

A reunião marcada com o Advogado da Prefeitura de Sítio Novo e o Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO),  não aconteceu.

O Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, disse que aguardou até as 18:00 horas, desta quinta-feira (17), contatos do advogado e que várias ligações foram realizadas, inclusive mensagens foram enviadas para saber o motivo do adiamento. Não houve respostas.

Nesta sexta-feira, (18) o sindicato dos servidores irá protocolar ofício a administração dando um prazo de cinco dias para retomada das negociações. Caso não haja pronunciamento, uma Assembléia Geral Extraordinária será realizada para tomada de decisões.

ASCOM/SINSERPSINO

O candidato a deputado estadual Zé Inácio intensifica campanha no interior

Zé Inácio, Prof. Abel e Fábio Gondim 
O candidato a Deputado Estadual Zé Inácio (PT) vem realizando uma maratona de reuniões no interior do estado para firmar sua força política nas eleições de outubro.

Em Sítio Novo, Zé Inácio é conhecido pelas suas ações frente ao INCRA, onde desenvolveu  parcerias com a Prefeitura de Sítio Novo e Assentamentos na realizações de serviços a comunidade.

A Principal ação, trata-se da recuperação das estradas dos PAs do INCRA como Nossa Senhora da Conceição, São Felix e a complementação da estrada de Oziel Pereira. As estradas irão beneficiar outras comunidades, como Santa Maria, Catingueiro, Patis, Lagoinha, Vila Nova e outros.

De acordo com as informações do Portal da Transparência, o valor da obra está orçada em R$ 2.644.619,77 e já foram liberados R$ 528.923,95 no mês de janeiro deste ano.

O Prefeito João Piquiá (PTB) já destacou que seu candidato a deputado estadual é Zé Inácio. Ele afirma que Zé Inácio é uma pessoa comprometida com a comunidade, face suas colaborações com o município e merece apoio de todos.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

No semestre, FUNDEB de Sítio Novo tem a maior arrecadação dos últimos quatro anos


Num levantamento preliminar, o sindicato dos servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO) comprovou que no semestre de 2014, o Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) teve um aumento de 28,53%, comparado com o ano anterior.


Apenas em 2012, o FUNDEB teve uma queda de 4,57%, período em que o governo municipal de Dr. Jansen, concedeu promoção a 110 professores, elevando os salários destes professores a mais de 40% e ainda corrigiu da inflação os salários dos demais professores com 5,91%.

Outro dado importante são as matrículas responsável pela geração de arrecadação do FUNDEB no município. Em 2010 a matrícula era de 4.446 alunos matriculados. Em 2011 a matrícula era de 4.228. Em 2012 foram 4.410 alunos e em 2013 foram 4.995 alunos matriculados.

Ao observar os anos de 2010 com 2011 percebe que há uma queda de matrícula, o que refletiu na arrecadação de 2012, que teve uma queda 4,57%. 

Para o sindicato, arrecadação de 2014 irá superar todas as expectativas, o que levará o sindicado a cobrar do governo transparência da gestão para poder pagar melhor os professores.

Num cálculo básico, considerando que cada professor trabalhem com 20 alunos, o município necessitaria de 250 professores efetivos para atender a demanda. Com a redução da carga horária para 13 horas com interatividade com alunos, o município necessitaria contratar 84 professores o que elevaria a um total de 334 professores efetivo.

De acordo com os dados recebido pelo Ministério Público, o município tem hoje 336 professores efetivos, portanto, sem necessidade de contratações. 

O sindicato também simulou os 60% dos 6,9 milhões recebido no semestre, destinado exclusivamente para pagar o professor em efetivo exercício. 

Destes, 4,1 milhões são destinados ao pagamento dos professores. Considerando que o município tenha 336 professores, o valor acumulado no semestre a cada professor é de 12.399,15, o que equivaleria a um salário mensal no valor de R$ 2.066,52, sem considerar os encargos trabalhistas.

Com estes dados, o sindicato quer fechar um acordo com o governo com a correção de 8,32% de salário e a ampliação para 20% de incentivo de sala, em vez de cobrar abono. 

Reunião do SINSERPSINO com equipe do governo é adiada

A pedido do Advogado e negociador da Prefeitura de Sítio Novo, Dr. Lula Almeida, a reunião que ele teria nesta quarta-feira com a Comissão de Negociação Salarial do SINSERPSINO foi adiada para esta quinta-feira (17). 

O foco da reunião é a retomada das negociações do Acordo Coletivo de Trabalho 2014 que ficou emperrada no valor do Vale Alimentação.

Agora a pouco, Dr. Lula Almeida informou que o adiamento se deve em face da crise envolvendo a greve dos professores em Imperatriz, já que ele é o interlocutor das negociações  com os grevista.

Com isto, a reunião foi remarcada para esta quinta-feira (17).

FONTE: ASCOM/SINSERPSINO

SINSERPSINO reunirá com equipe de governo e poderá evitar greve


O Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO) reunirá com equipe do governo nesta quarta-feira (16).

Com uma greve quase definida para o início de agosto, logo após o não fechamento do Acordo Coletivo de Trabalho 2014, o governo municipal de Sítio Novo, resolveu estabelecer um nova reabertura de diálogo para tentar evitar um deflagração de greve.

Na terça-feira (08), o advogado da Prefeitura, Dr. Lula Almeida reuniu com a Comissão Negociadora de Salários do SINSERPSINO para tentar fechar um acordo. 

Alguns pontos ficaram fechados, dentre eles estão, o Plano de Cargos, Carreira e Salários dos Servidores, antecipação da data-base para março, pagamento do acordo 2014 retroativo a junho (data-base vigente) e em vez de abono aos professores, conceder aumento de 20% de incentivo de sala e a reposição inflacionária dos salários.

O único impasse ficou por conta do Vale Alimentação de R$ 200,00 que será ampliado a todos as categorias, exceto o professor, que receberá o aumento de incentivo de sala.

Durante a conversa, Dr. Lula Almeida se prontificou a conversar com o Prefeito João Piquiá (PTB) e apresentar nesta quarta-feira (16) uma nova contra proposta do Vale Alimentação. 

A expectativa entre servidores é muito grande, haja visto que falta pouco para selar as conquistas dos servidores. Agora é aguardar e conferir.

FONTE: ASCOM/SINSERPSINO

Greve dos professores de Imperatriz completa 76 dias


De acordo com as informações do Jornal Imparcial, a greve dos Professores de Imperatriz já completa 76 dias hoje. Os funcionários estão com os salários cortado e não tem diálogo com a prefeitura. Em Assembléia realizada ontem, o Sindicato dos Trabalhadores em estabelecimentos de ensino em Imperatriz (Steei) decidiram manter em greve.

As informações dão conta que nesta quarta-feira (16) dia do aniversário da cidade, os professores prometem fazer um panelaço em frente a prefeitura. Com os salários cortados, alguns professores estão passando fome e vivendo de doações até que se resolva os impasses.

O Steei informa que 55% dos professores estão paralisados. A principal reivindicação é o reajuste salarial. Além dos professores municipais de educação, que atende principalmente o ensino fundamental, estão parados vigias, merendeiros, zeladores, motoristas de ônibus e outros trabalhadores em educação. Depois de dois meses de greve, a prefeitura cortou os salários dos mil trabalhadores, que estão sem pagamento deste o dia 1º deste mês.

A Agência Brasil tentou entrar em contato com a Prefeitura de Imperatriz por telefone e e-mails disponível na página do município na internet, mas não obteve respostas.

Segundo o sindicato, foi feito apenas uma reunião com a Prefeitura, que se demostrou inflexível ante qualquer aumento. Os trabalhadores pedem aumento de 13%, tiquete-alimentação de R$ 230,00 e o Plano de Carreira, que está há mais de dez anos desatualizado

FONTE: O IMPARCIAL


terça-feira, 8 de julho de 2014

Diretoria do SINSERPSINO se reune e define ações para os próximos dias

Membros da Diretoria do SINSERPSINO

Em reunião realizada nesta segunda-feira (07), a Diretoria do SINSERPSINO traçou várias ações a serem concretizadas para os próximos dias.

O motivo se deu em razão do não fechamento da Proposta do Acordo Coletivo de Trabalho 2014 entre governo e sindicato.

Durante a reunião, vários assuntos foram abordados, dentre eles a possibilidade de realização de uma greve para o início de agosto, caso não se feche um acordo até esta data.

O Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, destacou que teve uma conversa com o Secretário de Articulação Política, Levi Marinho, e que na conversa ficou definido para esta terça-feira (08) uma nova rodada de negociação com Dr. Lula Almeida para tentar resolver os impasses.

Na reunião com a Diretoria, os membros destacaram alguns pontos que vinha sendo negociados e que não deve abrir mão. Veja quais são:

1. Ampliação do Vale Alimentação de R$ 200,00 para todas as categorias exceto o professor;

2. Em vez de abono para os professores, acrescentar 20% de incentivo de sala;

3. Transparência na aplicação dos recursos de Sítio Novo;

4. Cumprimento de redução de carga horária do professor em todo o município;

5. Implantação imediata de um Novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores;

6. Antecipação da Data-Base para março, como vinha sendo negociado;

7. Pagamento do Acordo Coletivo de Trabalho, retroativo a data-base de junho;

8. Manter a redação da proposta anterior, que concedia a liberação de três funcionários para o sindicato.

Além desses assuntos, a Diretoria definiu também algumas ações internas do Sindicato, dentre elas estão:

1. A criação de uma Comissão de Acompanhamento das obras de construção da sede do sindicato a partir de agosto;

2. A criação de uma Comissão Organizadora do evento a ser realizado no dia do Servidor Público (28 de outubro);

3. A concessão de 1/4 do Piso Nacional do Professor destinado à remuneração do Secretário de Finanças;

4. A criação de uma reserva de recursos destinado a aquisição de um carro para o sindicato;

5. E a Criação de um blog específico para o SINDICATO.

FONTE: ASCOM/SINSERPSINO