terça-feira, 25 de abril de 2017

SINSERPSINO adere a Greve Geral do dia 28/04


O Sindicato dos Servidores e Servidoras do Serviço Público Municipal de Sítio Novo-MA (SINSERPSINO), adere a Paralisação Nacional que ocorrerá nesta sexta-feira (28) em todo o Brasil.

De acordo com o Ofício nº 007/2017 que será protocolado nos órgãos públicos de Sítio Novo, os servidores públicos municipal irão participar da paralisação que tem como protesto às reformas da Previdência, a Reforma Trabalhista e Terceirização. O atendimento vem do comando da Federação (FETESPUSULMA) e Força Sindical, a qual é filiado o SINSERPSINO.

A concentração iniciará as 9:00h na Praça da Igreja Matriz, onde haverá uma caminhada na Av. Presidente José Sarney e Leontino Nascimento e finalizando o percurso na Praça José Reinaldo Tavares.

O Presidente do SINSERPSINO, Professor Abel, visitará os órgãos públicos, nesta terça-feira (25) para mobilizar, informar e pedir a participação de todos no evento.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Imagens do Dia: Ruas de Sítio Novo que receberam raspagem sofrem com nuvens de poeira


A Av. Hermenegildo, principal rua do bairro Parque Leontino Nascimento, recebeu no final de semana várias raspagem para tentar melhorar os buracos que se encontravam, porém, as melhorias trouxeram outros problemas.

Quando os carros passam, uma nuvem de poeira se formam e tem prejudicado principalmente a Creche Pró-Infância, onde várias crianças estudam.

Apesar de existir um carro pipa para molhagem das ruas, a Prefeitura ainda não realizou o procedimento e tem levado a poeira até o hospital Frei Alberto Bereta. Veja as imagens!




sábado, 22 de abril de 2017

Imagens do Dia: Lixão de Sítio Novo toma conta de estrada vicinal


A estrada vicinal que dá acesso as regiões de Cajueiro e Tiúba encontra-se em estado de calamidade. A menos de 10 metros do Lixão é fácil encontrar animais mortos e enormes quantidades de urubus disputando carnes em putrefação a lado da principal estrada de acesso.

Moradores do Assentamento Santa Maria, que fica 2km do Lixão, também reclama da quantidade de moscas azuis que o lixão tem produzidos neste período.

Pelas imagens capturadas agora a tarde, parece que faz muito tempo que as máquinas da prefeitura não passa por lá para realizar a cobertura.

Pessoas que passam pelo local tem reclamado do mau cheiro e da invasão do lixão na principal estrada. Veja as imagens!






quinta-feira, 20 de abril de 2017

Ibope: 30% querem votar em Lula “com certeza”

Pesquisa Ibope divulgada pelo Estadão confirma resultados do Vox Populi. Segundo Ibope, além dos 30%, 17% disseram que podem votar em Lula


Uma nova pesquisa divulgada nesta quinta-feira (20) confirma, mais uma vez, a preferência do eleitorado brasileiro e o favoritismo de Luiz Inácio Lula da Silva para as eleições de 2018.

Pesquisa do Ibope publicada pelo jornal “Estado de S. Paulo” mostra que Lula é o “presidenciável com maior potencial de voto entre nove nomes testados pelo instituto”.

Confirmando a preferência já divulgada pelo levantamento CUT/Vox Populi, nesta semana, o Ibope mostrou que os eleitores que dizem que votariam em Lula com certeza chegam a 30%. Aqueles que responderam que poderiam votar somam 17%. E responderam que não votariam de jeito nenhum, 51%, considerada a margem de erro.

Além disso, o Ibope mostrou que, mesmo diante de um forte ataque jurídico e midiático, a rejeição a Lula caiu 14% desde o golpe contra a presidenta eleita Dilma Rousseff, que foi consumado em 2016.

Tucanos em baixa

Já os nomes de tucanos têm taxa de rejeição superiores à de Lula e também preferência menor entre os eleitores, apesar da cobertura da mídia ser menos intensa contra eles.

Segundo o Ibope, desde outubro de 2015, “a soma dos que votariam com certeza ou poderiam votar em Aécio Neves despencou de 41% para 22%”. O potencial do senador e ex-ministro golpista José Serra caiu de 32% para 25%. A preferência no governador de São Paulo também não teve bons resultados: foi de 29% para 22%.

A rejeição de Aécio Neves, alvo de cinco inquéritos na Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, é de 62%. A rejeição de Serra é de 58% e a de Alckmin, 54% (todas maiores que a rejeição de Lula).

O desgaste de Aécio Neves acontece, inclusive, entre o principal eleitorado do tucano. O potencial de voto entre aqueles de renda mais alta (que recebem mais de cinco salários mínimos) despencou de 44% para 26%. No Sudeste, maior reduto do tucano, a taxa também registrou forte redução: passou de 42% para 23%.

A pesquisa Ibope foi realizada entre os dias 7 e 11 de abril. Foram 2002 entrevistas face a face, em 143 municípios de todas as regiões do Brasil. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, com intervalo de confiança de 95%.

Todas as pesquisas mostram Lula como favorito
Vox Populi já mostrava favoritismo de Lula

Pesquisa CUT/Vox Populi divulgada na terça-feira (18), apontou que, se as eleições presidenciais fossem hoje, Lula seria eleito em primeiro turno em todos os cenários pesquisados.

De acordo com os dados divulgados, Lula tem de 44% a 45% dos votos válidos contra 32% a 35% da soma dos adversários nos três cenários da pesquisa estimulada. São os votos válidos, excluídos os nulos, em branco e abstenções, que valem para definir o resultado das eleições.

Além disso, o instituto Vox Populi mediu a preferência do eleitorado por partido político. Se em outubro o Partido dos Trabalhadores contava com simpatia de 13% da população, em dezembro viu esse número subir para 15% e, em abril, atingir a marca de 20 pontos.


Já o PMDB, que em outubro era o indicado por 3% dos entrevistados, apresentou leve crescimento em dezembro, chegando a 5 pontos percentuais, e caiu para 1% neste mês. O PSDB, por sua vez, oscilou de 3% para 2% entre outubro e dezembro, até chegar a 4%, em abril.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Governo é derrotado na Câmara com rejeição de urgência à reforma trabalhista


Deputados rejeitaram nesta 3ª (18.abr.2017) o requerimento que pedia uma tramitação mais rápida para a reforma trabalhista, relatada pelo deputado Rogério Marinho (PSDB-RN).

Eram necessários 257 votos favoráveis para o regime de urgência ser aprovado. Porém, apenas 230 deputados votaram pela aceleração, 163 votaram contra e 1 se absteve.

Recomendaram a rejeição do requerimento as lideranças de PT, PDT, Psol, PMB. Já os líderes de PP, PMDB, PSDB, PTB orientaram voto favorável.

Diante das críticas da oposição, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sugeriu que o prazo para apresentação de emendas pelos deputados da comissão seja encerrado nesta 4ª. Caso fosse aprovado, o requerimento de urgência encerraria o prazo imediatamente.

Os deputados Alberto Fraga (DEM-DF) e Assis Melo (PCdoB-RS), favorável e contrário à aceleração, respectivamente, trocaram acusações. Congressistas da oposição ao governo levantaram placas de protesto à reforma e ao Planalto. Diziam “Urgência é golpe”, “Temer, não é uma delação qualquer”, “Não está tudo bem” e “fim do foro privilegiado já”. Comemoraram quando caiu a urgência.

Mais cedo, grupos ligados a entidades representativas dos trabalhadores compareceram à sessão da comissão especial que analisa a reforma. Entre as que participaram estão CUT (Central Única dos Trabalhadores), CSB (Central dos Sindicatos Brasileiros), CSP-Conlutas (Central Sindical e Popular), Fasubra (Federação de Sindicatos de Trabalhadores de Universidade Brasileiras) e CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil).

Além de criticar a reforma trabalhista, os representantes dos sindicatos criticaram o governo de Michel Temer e outras reformas propostas pelo governo, como a previdenciária. 

Fonte: poder 360º

terça-feira, 18 de abril de 2017

Prefeito João Piquiá envia projeto que muda nome de ruas em Sítio Novo

Prefeito João Piquiá
O Prefeito João Piquiá (PRB), encaminhou nesta terça-feira (18), à Câmara de Vereadores, o Projeto de Lei nº 004/2017 que altera denominações de logradouros públicos e dá outras providências.

No projeto, a Av. Presidente José Sarney será denominada Avenida Leonardo Alves de Almeida; A Escola Municipal Marly Sarney será Escola Municipal Gerusa Cerqueira Leite e a Praça José Reinaldo Tavares será denominada de Praça Municipal José da Silva Marinho.

De acordo com a fundamentação do Projeto, a mudança atende ao art. 37 § 1º da Constituição Federal que determina como forma de concretização dos princípios da moralidade e da impessoalidade, a proibição de prática de atos de promoção pessoal por meio de bens, destacando que a Lei 6.454/1977 em seus artigos 1º, 2º e 3º proibem o uso do nome de pessoas vivas para identificar e nomear bens públicos.

No projeto ainda destaca que a Procuradoria da República recomenda a retirada de nomes de pessoas vivas, sob pena de vedação de repasses voluntários de verbas públicas federais ao Estado e aos Municípios infratores.

De acordo com alguns críticos ao governo, faltou por parte da administração uma audiência pública com o intuído de comunicar a população as mudanças. O projeto foi votado as pressas e em regime de urgência, urgentíssima.

Os críticos alertam que mais uma vez o governo erra, ao votarem projetos de forma impulsiva sem analisar os impactos que poderão ocorrer com as mudanças frente a comunidade, haja visto que a mudança de endereço irá produzir muitas confusões aos moradores que já acostumaram com os nomes vigentes.

Dizem ainda, que espera que em cada rua onde houve a mudança seja sinalizada com placas em regime de urgência, urgentíssima.

Após pressão da comunidade evangélica, vereadores de Sítio Novo voltam atrás e promete revogar lei do dia do evangélico


Na sessão desta terça-feira (18), vários dirigentes evangélicos das diversas denominações religiosas compareceram na Casa Legislativa para protestar o Projeto de Lei nº 002/2017 que alterou o dia do evangélico à ser comemorado no segundo sábado de mês de julho de cada ano Clique aqui

Anteriormente, o dia do evangélico era comemorado no dia 15 de julho de cada ano.

Estavam presentes o Pastor da Igreja Mundial, Roberto; Pastor da Igreja Madureira Ivan; Pastor da Igreja Missão em Cristo, Jacy; Pastor da Igreja Batista Luciano e outros.

Nomeado pelos evangélicos para falar sobre o projeto, o Dirigente da Assembléia de Deus, João Francelino destacou que não houve por parte do governo discussões sobre a mudança de data, o que gerou grande polêmica sobre o assunto. Disse que não estava ali para criar conflitos entre os poderes, mas para pedir racionalidade e manter o dia do evangélico como foi conquistado.

Segundo ele, apenas um segmentos de pessoas tomaram a decisão baseado em pronunciamentos, não levando em consideração a opiniões de outros dirigentes eclesiásticos.

Com grande público presente na sessão, vereadores recuaram e prometeram no próximo ano manter o dia do evangélico conforme a lei anterior. 

Disseram que a lei já havia sido publicada, e segundo as normas, não poderia uma mesma lei ser votada no mesmo ano.

Os vereadores tentaram ainda justificar os prejuízos nos comércios provenientes do grande número de feriados, mas não convenceram. Veja as imagens!






Em Codó, Professores serão vacinados contra a gripe

Algo inédito na região, Codó-MA abre campanha de vacinação contra gripe e inclui professores da rede ensino público e privado; De acordo com a enfermeira Karen Cruz a cidade já está abastecida com as primeiras 7 mil doses e estima vacinar 34 mil pessoas; A grande novidade é o atendimento aos professores que receberão a vacina no próprio ambiente de trabalho; Crianças de 6 meses a menor de 5 anos de idade, Gestante em qualquer idade gestacional, Idosos acima de 60 anos e pessoas com impossibilidade de locomoção  terá direito a vacinação. Assista o vídeo!


sábado, 15 de abril de 2017

Primeira reunião da ONG DA TRANSPARÊNCIA DE SÍTIO NOVO é realizada


Na tarde deste sábado (15), várias cidadão sitionovense se reuniram para criar a ONG (Organização Não Governamental) da Transparência de Sítio Novo.

A primeira reunião serviu para apresentar o alcançe da ONG, bem como os procedimentos legais para habilitar no controle social da gestão público de Sítio Novo.

Segundo os colaboradores, as ideias de participação e controle social está intimamente relacionadas: por meio da participação na gestão pública, os cidadãos podem intervir na tomada da decisão administrativa, orientando a Administração para que adote medidas que realmente atendam ao interesse público e, ao mesmo tempo, podem exercer controle sobre a ação do Estado, exigindo que o gestor público preste contas de sua atuação.

O estudante do CE Parsondas de Carvalho, Gabriel Gomes, um dos idealizadores do site da transparência, apresentou o menu de acesso das informações que serão alimentados.

De acordo com o menu haverá informações, de leis, convênios, arrecadação de impostos municipais e outras informações de fundamental importância para a sociedade de Sítio Novo.

Após várias discussões e debates, ficou definido que no mês de maio haverá a Assembleia Geral que irá aprovar o estatuto e eleger os integrantes da ONG. Veja as imagens do encontro!






sexta-feira, 14 de abril de 2017

Ministério do Trabalho emite nota que confirma Contribuição sindical dos servidores


Publicado em 13/04/2017 | 15:08

O Ministério do Trabalho, por meio da sua Secretaria de Relações do Trabalho (SRT), emitiu a Nota Informativa nº 2/2017, confirmando que a contribuição sindical deve ser recolhida dos servidores públicos. A Nota foi divulgada nesta quinta-feira (13), pela Confederação dos Servidores Públicos do Brasil (CSPB), entidade autora do pedido de explicações.

No último dia 5 de abril, o Ministério do Trabalho publicou a Portaria nº 421, que suspendia as orientações da Instrução Normativa 01/2017, que uniformiza o procedimento de recolhimento da contribuição sindical dos servidores. Isso gerou confusão nas entidades sindicais e nos órgãos da administração pública de todo o país, que passaram a ter dúvidas sobre a suspensão ou não da contribuição compulsória no setor público.

Os transtornos levaram a CSPB a buscar esclarecimentos no Ministério do Trabalho, através do requerimento administrativo 46000.002525/2017-37. Em resposta, o Ministério do Trabalho emitiu a Nota Explicativa esclarecendo que o imposto sindical está previsto no art. 578 e seguintes da CLT e no art. 8°, IV, da Constituição Federal. Também reconheceu o entendimento sedimentado do Supremo Tribunal Federal (STF) que tem julgado, reiteradamente, que a contribuição sindical é devida pelos servidores públicos independente da existência de lei específica regulamentando sua instituição.

A contribuição sindical ou imposto sindical divide opiniões, principalmente por financiar alguns sindicatos que não lutam e não representam os interesses dos trabalhadores. Diversos projetos tramitam no Congresso Nacional propondo mudanças. Contudo, as normas que estabelecem a contribuição ainda não foram alteradas e continuam plenamente vigentes. A Nota Explicativa põe fim às interpretações equivocadas e esclarece que a instrução do Ministério do Trabalho não tem o poder de instituir ou revogar legislação nenhuma, sobretudo, de caráter tributária. 

NOTA: 
A Força Sindical Maranhão, que tem como filiados, dezenas de  Sindicatos de Servidores Públicos Municipais e outros importantes Sindicatos de Servidores Publicos Estaduais, reitera a Importância e a nescessidade do recolhimento compulsório do Imposto Sindical pelas Entidades do setor público, visto que está duvida  já foi inclusive pacificada pelo STF que atestou ser legal o desconto da Contribuição Sindical dos referidos trabalhadores do setor público. 

Esse dinheiro chega aos Sindicatos para o  complemento do custeio financeiro de suas atividades anuais de rotina, tais como greves, campanhas salariais, pagamentos de bons advogados, compras de veículos, construção de sedes sociais e administrativas dos Sindicatos e outras investimentos necessários.

Os Sindicatos no Brasil lutam pelos direitos de todos os trabalhadores de sua categoria na base  representada e não só apenas pelos sócios, que em media não passam de  30%, os trabalhadores sindicalizados.
(Frazão Oliveira, presidente estadual da Força Sindical no Maranhão).